Sua história pode ser um grande presente para outros dependentes de amor e sexo. Clique aqui e envie seu depoimento.
transparencia
Página Principal > Conheça D.A.S.A : Prefácio
 

Prefácio do Livro de DASA

 

Desde o início dos Alcoólicos Anônimos em 1935, os Doze Passos do programa de recuperação desta irmandade têm sido adaptados a uma grande variedade de problemas humanos, entre esses, jogo, compulsão alimentar, fumo, abuso de narcóticos e de crianças.

Ao desespero generalizado da dependência, os Doze Passos trazem uma elegante simplicidade. Seus princípios podem perfeitamente ser universais. Não foram criados originalmente pelo A.A., mas encontram-se em todas as religiões e nas mais importantes filosofias.

Os princípios são bastante simples: admissão da verdadeira fonte do problema (adicção à própria atividade; confiança em Deus ou alguma outra fonte de poder acima de nossos próprios recursos como guia para a recuperação; boa vontade para inventariar os próprios defeitos de caráter e compartilhar esse inventário com outro; disposição para enfrentar as falhas de caráter básicas e fazer reparações a outros; e a entrega a esses princípios como um modo contínuo de vida. O princípio sintetizante, o Décimo Segundo Passo, é a afirmação da recuperação pessoal através da aceitação da responsabilidade de exercer o compromisso com esse modo de vida pela ação, compartilhando-a com outros. E é aí que o verdadeiro amor, que é de Deus,
e que torna possível para uma pessoa tocar a alma do outro, é encontrado e expresso.

Dada a esfera de ação abrangente desses princípios, porque então existe a necessidade de irmandades especiais que se dirigem a desordens adictivas específicas? A resposta parece ser de que, apesar dos princípios de recuperação codificados nos Doze Passos aplicarem-se além de seus limites, em um nível prático (e totalmente humano) adictos individuais tendem a pensar na dependência apenas em termos da indulgência que eles não conseguem governar. As preferências adictivas de outros dependentes podem parecer surpreendentes ou ameaçadoras. O alcoólico, por exemplo, pode achar incompreensível a incapacidade de controle do comedor compulsivo, ou até mesmo engraçado; o jogador viciado que nunca sente desejo de beber em demasia porque o álcool o faz sentir-se mal não pode compreender o alcoólico que bebe até ficar doente, e depois recomeça; o comedor compulsivo que experimenta um ato de amor e fica satisfeito não compreende os sentimentos do dependente de amor para o qual nunca nada é suficiente. Cada dependente solitário, faminto de compartilhamento, e aprisionado na necessidade compulsiva de uma indulgência específica que cada vez aumenta mais o vazio interior, tem um tipo de sofrimento que apenas alguém que tenha uma experiência similar de adicção pode realmente compreender. Uma irmandade em que possa realmente dizer "Sim, eu compreendo - eu também me sentia assim" é uma parte vital do que torna possível a recuperação em cada faixa de adicção. Daí a necessidade de irmandades específicas de Doze Passos para cada tipo de dependência.

Agora, já existe esta Irmandade, Dependentes de Amor e Sexo Anônimos (Sex and Love Addicts Anonymous), e este livro, baseado na experiência dos que descobriram que, a necessidade humana básica de um estreito relacionamento com o outro, combinada com a compreensão de suas capacidades sexuais como uma expressão de comprometimento em tal relação, pode ser degradada pela adicção numa busca compulsiva por sexo e romance, ou pelo aprisionamento obsessivo em relações caracterizadas por carências pessoais e super-dependência - em padrões que poderiam impedir para sempre o encontro real da necessidade subjacente por uma autêntica experiência de si mesmo e do outro. O adicto de sexo e amor pode vir a substituir a excitação da aventura sexual ou a intensidade de um "amor" pelas satisfações mais abrangentes, encontradas antes de mais nada no auto-respeito, e depois realizadas com a família,
a carreira e a comunidade.

A fuga adictiva temporária de uma realidade dolorosamente percebida pode ser cada vez mais procurada, até que a própria procura se torne um impulso primitivo de sobrevivência, em cuja busca, tudo, incluindo-se a auto-estima, seja sacrificado.

Alcoólicos Anônimos cresceu do princípio de que um alcoólico podia manter a recuperação ao sair de si mesmo para ajudar a outro. Contudo, a história também mostra que a mensagem de esperança e as linhas diretivas para a recuperação podem ser compartilhadas em forma de livro, assim como, através do contato pessoal. O princípio de levar a mensagem do Décimo Segundo Passo assegura que os adictos solitários de amor e sexo, desesperados por uma recuperação e armados apenas com um exemplar deste livro, terão a oportunidade de encontrar aquela amizade e fraternidade especiais com outros que é tão vital - tão revivescente. Este livro não se limita a tomar emprestado de outras irmandades que usam os princípios de Doze Passos: é uma personificação de nossa própria experiência, desde a vida de uma pessoa que encontrou a recuperação e as aventuras daqueles primeiros membros que lutaram pela honestidade consigo mesmo contra esta frustrante doença que afeta a mente, até as experiências daqueles que ficaram, aprendendo com os erros dos que se afastaram.

Em 14 de janeiro de 1984, na primeira Conferência da Irmandade e de Serviços do DASA (Sex and Love Addicts Anonymous), os adictos de sexo e amor que haviam retornado à sanidade e à utilidade na sociedade e comunidade humana através desse programa, julgaram que esse livro continha de modo suficientemente verdadeiro uma mensagem de esperança e recuperação e podia tornar-se o texto básico para os dependentes anônimos de amor e sexo, capaz de ajudar os que ainda sofrem dessa doença.

Aqueles dentre nós que viveram este livro desde o seu começo sabem que seu real valor não será apreciado basicamente por profissionais da saúde mental ou críticos literários. O mérito dessa mensagem será medido por aqueles que por ela forem ajudados. Temos a esperança de que a verdade dessa mensagem fale através das inevitáveis limitações dos mensageiros. Nós a oferecemos com profunda gratidão pelo dom da recuperação, pela experiência de dignidade pessoal, que nos veio através desta Irmandade, agraciada por um Poder Superior a nós.

 
Página Principal > Conheça D.A.S.A : Prefácio

 

DASA está presente
em vários estados.
Veja aqui a reunião
mais perto de você.
"Todos os Grupos de DASA deverão ser absolutamente auto-suficientes, rejeitando quaisquer contribuições externas." Clique aqui e saiba como contribuir para que a mensagem continue a ser levada.
 
SLAA en Español
Haga click aqui para conocer el sítio
 
 
Os países de língua portuguesa foram autorizados por The Augustine Fellowship, a utilizarem a sigla DASA - Dependentes de Amor e Sexo Anônimos
em lugar de S.L.A.A. - Sex And Love Addicts Anonymous, uma vez que mantenham o logotipo oficial de S.L.A.A.
© 1993 - 2011 - D.A.S.A.
Dependentes de Amor e Sexo Anônimos
slaa@slaa.org.br